You are here:

Michael Charney

Michael Charney

Meu nome é Michael Charney, tenho 65 anos, moro em New Jersey e sou membro messiânico há 35 anos, desde 1978. Embora eu tenha sido abençoado com inúmeros milagres e gostaria de compartilhar muitos deles, hoje vou contar-lhes a transformadora experiência financeira que tive.

Parece que fui assolado por problemas financeiros e dificuldades na maior parte da minha vida adulta. Desde o início dos anos 70 trabalho por conta própria com vendas e marketing. Minha carreira tem sido marcada por enorme e, aparentemente infinito, stress quando se trata de ter algum equilíbrio financeiro. Em uma única palavra, eu diria que “luta” é a que define minha vida empresarial. Na verdade, eu diria que, até recentemente, “benção financeira” era algo estranho para mim. Na verdade, posso dizer que há muitos, muitos anos, eu sentia um medo profundo e ansiedade por não ser capaz de pagar meu aluguel, a prestação do carro, a gasolina ou de comprar um novo par de sapatos, e porque não dizer de por a comida na mesa da minha família.

A própria possibilidade de ser capaz de sobreviver “o mês seguinte” era, muitas vezes, simplesmente impossível devido à quantidade de dinheiro que eu precisava e a quantia limitada que eu recebia. Infelizmente, stress, medo, insegurança e incapacidade me assombraram por décadas.

Não posso esquecer de mencionar que em fevereiro de 1989, a empresa distribuidora de produtos, que tive por treze anos, foi fechada, pois não podia continuar funcionando a dívida que era muito alta. Naquele dia, através do processo de falência, fiquei legalmente livre da dívida. Fascinantemente, no seguinte dia útil, inesperadamente recebi uma herança considerável, praticamente o mesmo valor da dívida de que eu tinha acabado de me livrar. De qualquer maneira, não pensei em entregar o dinheiro da herança ao juiz para pagamento dos meus credores. Em vez disso, pensei no dinheiro como um “presente do universo” para me ajudar a começar o próximo capítulo da minha vida.

Pouco depois, percebi que tive a oportunidade de eliminar as nuvens espirituais, pagando as dívidas que tinha, mas, ao invés disso, escolhi favorecer a mim mesmo e não prestar atenção nos assuntos espirituais.

Fascinantemente, na época, em 2001, quando conheci minha esposa, mais uma vez estava devendo uma quantia bastante significativa, em torno de US$ 100.000. Esse montate foi, em grande parte, devido a uma combinação de erros nos negócios, decisões erradas, viver além das minhas posses, um acordo de divórcio, bem como os empréstimos financeiros, um atrás do outro, para que pudesse continuar a “sobreviver” usando fundos recém-emprestados no pagamento de outras dívidas e as despesas atuais. Essa situação continuou por vários anos e a dívida ultrapassou US $ 200.000.

Independentemente, Deus e Meishu-sama me proporcionaram a mais esplendida bênção em 2004, nove anos atrás – o nascimento da minha filha, minha única filha.

Algumas dessas dívidas adicionais tive que fazer devido à purificação mais importante da minha vida: a internação por 95 dias e quase dois anos de purificação física grave da minha filhinha de um ano, em 2005. Essa purificação aconteceu no momento do meu primeiro contato aos conceitos da prática do Sonen, quando percebi que estava sendo convidado por Deus e Meishu-sama, não só para rezar pelo bem-estar da minha filha, mas por toda a humanidade que já passou por quaisquer purificações semelhantes.

Como membro, embora tenha encontrado várias maneiras de dedicar, ler os Ensinamentos, fazer alguns donativos, as dificuldades financeiras estavam sempre presentes. Pouquíssimos dias passavam sem que eu não me questionasse quando finalmente me livraria suficientemente das máculas e de tanto sofrimento. Me perguntava quando, e se esse dia chegaria.

Fui orientado a fazer o dízimo, e que deveria fazê-lo, mesmo que tivesse que pedir dinheiro emprestado como reembolso da dívida e pagamento de despesas; que eu deveria ter certeza de que Deus receberia o mínimo 10% de todos os meus ganhos. Ao mesmo tempo, me disseram que deveria parar de fazer empréstimos, porque a confiança em Deus, de alguma forma, faz com que as coisas funcionem.

Mas o estresse estava insuportável, e tomei uma decisão que, se eu não iria mais pedir empréstimo, então eu iria adiar o dízimo até que tivesse dinheiro suficiente entrando todo mês para pagar tudo isso. Deus teria que esperar. Algum tempo depois, infelizmente, minha filha veio a repurificar, não tão grave como em anos anteriores, mas mesmo assim, a afetou diariamente e causou, tanto a minha esposa como a mim, muita dor, tristeza e angústia. Os métodos usados para ajudá-la anteriormente, como alimentos orgânicos saudáveis, por exemplo, não fizeram efeito. O Johrei e a prática do Sonen aparentemente não foram o suficiente. A purificação de minha filha já estava acontecendo há vários meses, quando o ministro me perguntou sobre meus donativos. Eu disse que estava relapso, e o ministro me aconselhou a agradecer a Deus do fundo do meu coração, por todas as bênçãos recebidas e a fazer o donativo pontualmente, com alegria e profunda gratidão. Que Deus era responsável por tudo. E, claro, lembrar que eu não teria nenhuma filha, não teria nada se não fosse por Deus.

Quando um ministro, que eu conheço há muitos anos, veio visitar a costa leste, ele me perguntou como estavam as coisas. Respondi que estava com medo de que eu não fosse capaz de sobreviver. Que, na verdade, eu temia que minha família e eu, em breve, poderíamos estar na rua. Que a dificuldade da minha situação financeira era totalmente assustadora. Ele me parou e me orientou: “Michael, você nunca vai estar na rua. Deus te ama. Meishu-sama te ama. Você nunca precisará se preocupar … A partir daí, muitas vezes projetei minha vida seguindo essas palavras de apoio.

Enquanto isso, comecei a fazer o donativo conforme fui orientado. Milagrosamente, assim que assumi esse compromisso e agi, a purificação da minha filha parou. O que não tinha diminuído durante vários meses, foi resolvido da noite pro dia.

E durante muitos, muitos meses um fato interessante aconteceu. Todo mês, quando me encontrava com o ministro no nosso Johrei Center, queria dizer que de alguma forma, apesar de todas as minhas preocupações, inquietações e medo, inexplicavelmente o dinheiro pra que eu pudesse passar o mês e colocar comida na mesa da minha família não faltava. Todo mês, a situação ficava ainda mais impossível, sem “nenhuma chance” de que o meu rendimento pudesse ser se quer perto do suficiente. No entanto, a cada mês, eu recebia o suficiente, mesmo que foi exatamente a quantia que eu necessitava. Estranha e milagrosamente, mês após mês, outros milagres se repetiam.

Muitos amigos e colegas de trabalho que souberam da minha “enorme dívida”, me aconselharam a declarar falência e a recomeçar. Disseram que só um idiota não faria isso. Para mim, porém, a falência nunca seria uma possibilidade, porque eu entendia que precisava resolver minhas nuvens espirituais financeiras. Não criar mais fazendo uma coisa dessas.

Ainda sem saber quando, ou se, minhas finanças mudariam, eu conseguia abater lentamente minha dívida, mas mesmo assim, todo mês era um mistério como o dinheiro iria aparecer. A única diferença foi a de que depois de vivenciar milagres, um após o outro, a minha nível de fé mudou. Passei a acreditar que todos os meses estaríamos protegidos. Que as bênçãos de Deus sempre vem. Que Meishu-sama estava vigiando tudo.

Houve muitos meses, que fazer o donativo foi extremamente difícil, pois se não fizesse o donativo, teria, aparentemente, muito mais dinheiro disponível para o conforto da minha família ou para o lazer. Mas eu já sabia da importância de Deus estar em primeiro lugar, pois Ele está sempre cuidando de nós. Tinha que fazer o que era apropriado.

Fui aconselhado a fazer ainda mais do que o donativo de 10%. Afinal eu era mesquinho, ofertava algo como $ 144,27, por exemplo. Por que eu era avarento com Deus? Será eu não poderia ver um caminho confortável, que mostrasse mais fé e mais gratidão? Talvez eu devesse ofertar o valor arredondado para $ 150,00? E então eu comecei a ofertar, mas agora com mais prazer.

Hoje, enquanto escrevo esta experiência de fé, admito que estou sempre ansioso para fazer meu donativo com enorme prazer. Fazê-lo assim, em nome dos meus antepassados, da humanidade e de todos aqueles a quem eu represento, para agradecer a Deus e Meishu-sama por tudo o que tenho, por não ser apegado aos dólares ofertados, mas para ofertá-los com gratidão, alegria, felicidade e compreensão, é uma transformação maravilhosa! Eu me sinto tão abençoado.

No meu trabalho, comecei a representar uma empresa que produz um produto chamado “the Bluapple”, que tem a finalidade de manter os produtos frescos por mais tempo dentro da geladeira e realmente funciona muito bem. Feito com ingredientes orgânicos dentro de uma Blueapple, permite ao consumidor experimentar os benefícios de frutas e legumes que duram mais conservando, assim, os nutrientes dos alimentos por mais tempo. Apesar de ser um bom vendedor, eu estava tendo problemas para vender o produto em alguns mercados e estava me sentindo frustrado. Um dia, estava com o ministro e disse-lhe de um grande comprador, que parecia ter vindo a este mundo apenas para ser desagradável comigo e me depreciar. O ministro interrompeu-me e me fez olhar além desse indivíduo. Ele disse: “Michael, você é um vendedor. É um instrumento de Luz no Plano Divino. Com o que você faz, pode mudar muitas vidas.” Conversamos olhando para as maçãs de plástico azul, da mesma forma que fazemos com as “Flores de Luz”. Que cada maçã de plástico poderia ser um veículo para trazer felicidade nas casas e na vida das pessoas.

Com o entendimento de que tudo é criação de Deus, pude compreender que aquela Blueapple não era realmente um objeto inanimado. É um representante de Deus. Que com orações, a Blueapple poderia trazer felicidade para as pessoas e reforçar a ligação delas com Deus e Meishu-sama. E assim continuei meu trabalho.

Em maio de 2012, minha esposa começou a sofrer de algumas irritações na pele, e eu tive problemas de tosse por algum tempo. Viemos a descobrir que a casa alugada em que vivíamos por quase 6 anos era muito insegura por causa de mofo tóxico. Tivemos que morar em outros lugares por dois mêses até que as coisas se resolvessem. A purificação foi tão difícil, que estressante não seria uma expressão adequada para descrever tal situação. No entanto, eu sabia das minhas muitas experiências com Meishu-sama, que após a purificação viria, sem dúvida, uma benção maravilhosa. Na verdade, de alguma forma, recebemos dinheiro suficiente através de uma companhia de seguros que nos possibilitou mudar para uma casa nova em um condomínio e lugar maravilhoso, numa cidade linda. Que bênção incrível. Além do que sonhava. Algo maravilhoso para todos nós.

Meu trabalho representando várias empresas continuou, e eu aumentava as minhas orações para a felicidade da humanidade – em particular com a Blueapple como Flor de Luz, e que poderia entrar na casa de muitas pessoas. Assim minhas orações seriam ainda mais importantes já que nos lares onde há Blueapple, a Luz de Deus e a conexão com Meishu-sama se tornarão mais e mais fortes. De alguma forma, o quanto antes, Meishu-sama tocará no ombro dessas pessoas.

No ano passado, finalmente levei a sério algumas das orientações que os ministros tem dado sobre a pratica da Horta Caseira, mesmo que não tenhamos a condição de fazer Agricultura Natural fora de casa. E assim, em pequena escala, na minha cozinha, eu comecei a cultivar três variedades de sementes orgânicas, de modo que, diáriamente, poderíamos ter a oportunidade de trabalhar com o solo, fazer orações e ter gratidão pelo solo, pela abundância que a terra nos fornece e todos os antepassados que nos precederam. Humildemente, o processo de cuidar das plantas, do solo e dos nossos antepassados que se sentiam presos e humilhados. Curiosamente, logo depois que eu comecei este processo, alguma grandes desenvolvimentos começaram a ocorrer com o meus negócios.

Embora desde o meu nascimento eu nunca tinha que ter sido hospitalizado (quão abençoado!), em novembro de 2012, eu tive uma perda de consciência que me obrigou a uma breve hospitalização. Felizmente, dentro de alguns dias eu estava “de volta ao normal”, agora com um pouco de conscientização sobre alguns desequilíbrios no meu estilo de vida e consciente da necessidade de fazer vários ajustes. Enquanto isso, eu também me peguei pensando que, sem dúvida, “Depois da purificação, vem a bênção”.

No final do ano passado, uma cadeia de lojas da América do Norte inicou a venda da Blueapple em cerca de 85 lojas. A resposta foi muito boa. Excepcionalmente, a quantidade de produto que começou a ser vendida em cada loja estava muito acima do que a maioria das outras lojas tinha conseguido vender até aquele momento, e a notícia se espalhou, como propaganda boca-a-boca. Algumas lojas começaram a vender centenas de Blueapple em um mês. Uma loja vendeu mais de 1.200 unidades em um mês. E de alguma forma, Meishu-sama sabia o que ia acontecer, que a partir daquela semana, todas as 1.000 lojas dessa cadeia localizadas em toda a América do Norte teriam a Blueapple em suas lojas. Em algumas lojas foi apresentada em grande estilo, como um produto bastante importante. Foi um milagre. Foi usado um conceito imaginário de que as “Bluapple Flores de Luz“ podem chegar a 1.000.000 de casas em pouco tempo. Muito além do meu maior sonho, mas não além da visão de Meishu-Sama.

(Talvez todos nós podemos orar para que a Luz se espalhe em muitos lares através destes produtos, que agora também estão sendo exportados para mais e mais países).

Como consequência desse trabalho, logo resolverei minha dívida. Muito além das divergências entre a minha confiança pessoal e a minha capacidade financeira, sou abençoado cada vez mais e com mais conhecimento de Deus e de Meishu-sama ao qual sou muito grato, e através do qual eu só espero que possa contribuir para a felicidade e compreenção dos outros.

Meishu-sama tinha escrito sobre a adversidade, que muitas vezes é necessária uma purificação antes de uma bênção. Também, de ele ser abençoado muito além das próprias expectativas. Embora eu tenha lido muitas vezes esses ensinamentos, sabia que eram experiências de Meishu-sama, e vivê-las por mim mesmo, me ensinou muito mais sobre o que é possível e como Meishu-sama trabalha através de todos nós.

Eu tenho sido tão incrivelmente abençoado, e não tenho palavras suficientes para agradecer a Deus e a Meishu-sama pelas incontáveis bênçãos maravilhosas que tenho recebido. É uma sensação estranha tentar detalhar a minha gratidão, exceto para dizer que eu só posso esperar estar cada vez mais a serviço do Plano Divino e ajudar tantas pessoas quantas possíveis a conhecer a felicidade e a gratidão que eu comecei a sentir através da expansão do meu relacionamento com Deus e Meishu-sama.

Muito obrigado.